DRAEK é banido de League of Legends por uso de cheat

O Jungler Rodrigo “DRAEK” Oliveira teve a conta banida de League of Legends por uso de cheat. O script apareceu em uma transmissão por stream que o jogador fez nesta segunda-feira.

500x316xDraek.jpg.pagespeed.ic.5kYATdBCKbDRAEK admite ter baixado o cheat, mas garante que não usou contra jogadores (Foto: Divulgação)

Em entrevista exclusiva ao site do CNB e-Sports Club, DRAEK conta que baixou o cheat na época em que o Seven Wars começou a se destacar, no ano passado, quando venceu as edições mensais de novembro e dezembro doGO4LoL, liga amadora organizada pela Electronic Sports League (ESL) Brasil. Isso porque, segundo o Jungler, circulavam nos bastidores informações de que os jogadores do 7W usavam scripts nas partidas.

“Eu e mais uns 15 jogadores do competitivo também baixaram e começaram a ver vídeos sobre os hacks para entender como o programa funcionava e que vantagens dava. Depois, continuei usando o mesmo client para outro jogo, o CS:GO [Counter-Strike Global Offensive]“, afirma DRAEK, que não quis citar os nomes de outros profissionais que também teriam feito o download do script.

Porém, o jogador garante que só baixou o cheat para testar em custom game e ver os benefícios dele. “Nunca baixei com o intuito de jogar uma partida normal. Era só para entrar in-game e ver as funções do hack. Você não precisa de outros players para testar esse hack, então eu nunca usei contra outros jogadores e nem com jogadores do meu time, nem em normal game, nem em ranked. Nada”, conta DRAEK, ressaltando que acessou o client em League of Legends várias vezes em somente um dia.

Como o client serve para outros games, o Jungler resolveu usá-lo em partidas de Counter-Strike Global Offensive, aí sim contra jogadores comuns. Nesta segunda-feira, DRAEK esqueceu de fechar o programa depois de jogar CS:GO e acessou League of Legends. Quando percebeu que estava com o cheat ligado, saiu do game.

500x328xcheat-League-of-Legends.jpg.pagespeed.ic.FG9_LnXSyxStream mostra uso de script por Draek, em transmissão por stream nesta segunda (Foto: Reprodução)

“Cheat é cheat e eu não deveria ter usado nem ao menos em um jogo em que eu não jogo competitivamente. Porém, só agora percebo que a mentalidade que eu tinha de ‘eu jogo LoL e não estou nem aí para o CS:GO, vou usar cheat com meus amigos só para me divertir’ não está correta. Eu me arrependo de ter feito o que fiz, que foi usar cheat no CS:GO”.

Ele acredita que o futuro de sua carreira profissional depende do posicionamento da Riot em relação ao caso. “Se eu tomar ban do competitivo pela Riot, sim [pode prejudicar a carreira dele], o que eu não acho justo, já que mesmo que alguém use tal cheat, obviamente não pode e não conseguiria usar em campeonatos. Se eu não tomar ban, não acho que vá prejudicar minha carreira. Para mim, o certo era eu tomar ban na minha conta, já que, de certa forma usei o cheat contra outros players, mesmo que só por 30 segundos de uma partida, mas não do competitivo”.

Por conta do horário, myCNB não entrou em contato com a Riot Games para saber se DRAEK terá alguma punição.

Resposta

O site do CNB procurou o antigo capitão do Seven Wars, Bruno “Brucer” Pereira, para se pronunciar sobre as acusações de que os jogadores da equipe utilizaram scripts. Questionado, o Mid Laner se exaltou: “Estava doido para falar sobre isso”.

Ele afirma que, por conta das excelentes performances da equipe, outros times passaram a desconfiar do uso de cheat. Na classificatória online da Intel Extreme Masters São Paulo, depois de muitas reclamações, um administrador da ESL pediu os logs de todos os jogadores do 7W. “Ele falou que não houve nenhum problema. No dia da IEM, cheguei a conversar com o Takeshi sobre essa acusação. Ele me disse que foram apenas boatos do pessoal da AceZone por terem sido “stompados” por nós na classificatória”. Ou seja, o jogador negou as acusações.

Leia também:

Comentários

comentários

© 2013 CNB e-Sports Club